Exercício de convicência

Esse é o primeiro post da serie "minhas sínteses da pós".

Pra cada módulo uma síntese, que responda, ou não, as seguintes perguntas:

1. Qual o conteúdo abordado pelo docente?

2. Como o conteúdo da aula reverberou em você?

3. Como o aprendizado deste módulo pode te ajudar em sua prática profissional ou mesmo em seu dia a dia?

4. Ampliando sua visão, como promover ações ligadas a este conteúdo que possa contribuir para um "mundo melhor"?

PS: eu decido qual é a minha nota de aprendizagem! (sim, é ela que vai pro boletim)

 Enjoy!

 ___________________________________________________________________

 

Pós Graduação em Jogos Cooperativos – UNIMONTE

Nome: Letícia Souza Tavares                     RA: 0912827

Módulo 1 – Exercício de Convivência

Profª Gisela Sartori Franco

Março 2009

Síntese de Aprendizagem

O conteúdo abordado foi – Exercício de Convivência. O tema foi desenvolvido pela docente através de diversos autores e suas teorias.

Algumas dinâmicas foram proposta, imagino que com o objetivo de exercitar a convivência, mas nem sempre esse link entre teoria e dinâmica foi feito. Se é que era esse o objetivo, e se ocorreu essa relação eu não consegui “lincar” uma coisa coma outra, não ficou claro.

Muitos autores dizem que para ter uma “boa” convivência – relacionamento é necessário que nós nos coloquemos no lugar do outro, na neurolingüística se diz que devemos nos comunicar pelo canal de comunicação do outro, para que, o mesmo, nos entenda de maneira clara e ocorra a empatia. Para essa pratica de convivência acontecer, dentro de uma organização ou em qualquer outro meio social, é necessário que haja uma preocupação mutua em corresponder as “expectativas” do outro – reciprocidade. Pois a convivência é uma via de mão dupla, e se esse fluxo não for respeitado à convivência não ocorre de forma efetiva.

Nos meios sociais a convivência tem se tornado algo impraticável, principalmente nos meios mais desenvolvidos financeiramente. Nos grandes centros urbanos devido à violência as pessoas passaram a se evitar, crianças brincam em seus computadores e vídeo-games, os adultos, por sua vez, vão ao trabalho e se comunicam pelo MSN com a pessoa da mesa ao lado. A tecnologia não é o vilão dessa historia, mas sim nós, que a utilizamos de maneira incorreta.

As dinâmicas realizadas foram muito boas, e com objetivos claros, a de “integrar” um grupo de pessoas que não se conhecem.

Algumas das dinâmicas realizadas eu já conhecia, tais como: contar a historia do nome; tribunal de justiça e a dinâmica da percepção. Normalmente nos programas em que acompanho a minha gerente utilizamos essas dinâmicas. As demais dinâmicas que não conhecia foram ótimas e já pude colocá-las em prática com novos grupos coorporativos que começamos a trabalhar e o resultado foi positivo.

Pessoalmente foi um prazer poder participar das dinâmicas, porque normalmente estou focalizando à dinâmica e não necessariamente participando dela, e estar “do outro lado” foi muito bom, tive outra percepção e até fiquei ansiosa com friozinho na barriga na hora de falar em público. Isso com certeza foi um exemplo prático de me colocar no lugar do outro.

O tema abordado nesse módulo é um dos principais atributos que devemos ter para construir um mundo melhor. Convivência, “viver em comum com outrem em familiaridade”. A maneira mais fácil de promover exercícios de convivência é praticando.

 

Nota de aproveitamento: 8.

 __________________________________________________________________

Comentários da docente:

"Olá Letícia,

Que bom que participar do módulo, das dinâmicas propostas, "do outro lado" foi uma experiência renovadora para você! o objetivo do modulo todo era mesmo consiliar parte teorica com exercícios de integração. Existia sim uma relação entre eles. Por exemplo: a trama do tecido que o Elias falou com as ligações entre vocês no recorte das revistas, a tecnica da fogueira com a comunicação clara e a capacidade de ouvir ooutro da inteligência Emocional; a tecnica do triunal de justiça com o "tomar os papeis" do psicodrama… enfim… muitas conexões!! Ho!

Sugiro que nas suas proxímas sínteses, você descreva um pouco mais sobre a parte teoricpara que ela possa ficar mais viva nas suas anotações!

Gostei da sua contribuição no texto, citando a neurolinguistica tb como reforçando a ideia da melhor convivência: reciprocidade.

um abraço, bom curso."

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s