Ame, apaixone-se, erre, erre quantas vezes forem necessárias.. Sorria, brinque. chore, beije, morra de amor, sinta, sonhe, cante, grite, viva… O fim nem sempre é o final, a vida nem sempre é real, a roda nem sempre é gigante, o passado nem sempre passou, o presente nem sempre ficou, o hoje nem sempre é agora. O tempo… o tempo não pára ! No aqui agora. Se for para esquentar, que seja com o sol, se for para enganar que seja o estomago, se for para chorar que se chore de alegria, se for para mentir que seja a idade, se for para roubar que se roube um beijo, se for para perder, que seja o medo, se for para cair, que seja na gandaia, se existir guerra, que seja de travesseiros, se existir fome, que seja de amor, se for para ser feliz que seja o tempo todo.
Não sei se estou perto ou longe demais, se peguei o rumo certo
ou errado. Sei apenas que sigo em frente, vivendo dias diferentes de formas diferentes. Já não  caminho mais sozinho, levo comigo cada recordação, cada vivência, cada lição. E, mesmo que tudo não ande da forma que eu gostaria saber que já não sou o mesmo de ontem, que aprendo outra coisa hoje e é isto que me faz perceber que valeu a pena, "quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, talvez  entender que dinheiro não se come.

e-mail q recebi do meu querido protegido, Leandro!