amor perdido…

Por Heloisa Alencar

Nada vai adiantar meu choro, você partiu e isso não é nada fácil de aceitar.

O amor que sentia/sinto por você é muito grande…

Quantas vezes ficamos ouvindo as brigas dos meus pais e eu sempre virava pra você e dizia a mesma frase! Não sei o que vai se de mim daqui pra frente… sei que vai ser a mesma bosta! Vai ser tão ruim chegar da escola e não ver você no meio do caminho.

Sabia que um dia iria acontecer mais não pensei que seria tão rápido, queria ter coragem pra ver seu corpo – mais se sabe que sou meio fraca e iria passar mal – mais vou colocar uma carta e vou fazer como sempre fiz quando morria uma borboleta. Eu vou ficar bem talvez na segunda semana me acostume ou talvez fique louca de vez. Mamãe deu a noticia pensei que ela e o tio tinham brigado ou terminado mais foi isso que ela disse “Bem pior filha, o Cherry foi atropelado e morreu” Vá em paz meu amor 18.06.11.

E ontem você estava em cima do teclado tentando chamar minha atenção e tirei você umas mil vezes e hoje depois de chegar da festa junina te abracei, pelo menos ti dei adeus.

Se fosse o manobrista que tivesse ti matado ele estaria morto, mas não, foi só mais um burguês que passa que nem louco.

Seu corpo peludo e gordo não vai mais me aquecer nem ficar correndo de um lado pro outro se batendo em tudo. Sua foto tá simplesmente em todo lugar a partir de hoje, precisei perde pra dá valor. Eu te amo e saiba que nenhum outro gato vai substitui você não quero mais sofrer desse jeito. Chamei umas mil vezes o Odie de Cherry e até penteei ele com a sua escova de banho, ele também ficou triste pelo menos é o que parece.

Meu Cherry, meu vesgo, minha vida!

Hoje de noite fiquei um tempo acordada, pensei que iria escutar e seu miado e como de costume iria abrir a janela e ti pegar no colo – nada feito. Alguns vão pensar que” é só um gato”, e por isso, não é necessário tanto sofrimento, também estou tentando pensam nisso, que a morte é algo normal, mas eu preferia que meu sangue estivesse na roda do carro, pois talvez tivesse forças pra sobreviver!

Te vejo em todo lugar depois que mudei do interior pra capital.

Queria te enterrar nas roseiras que era aonde você gostava de ficar de tarde, mas mamãe disse que não vai ter espaço. Só vou te ver dentro do saco preto e nem tomado banho você vai – mais uma seção de choro e de patadas – se sabe que quando estou triste odeio ficar perto de alguém.

Segunda vai começar as provas e no meu estado se sentar pra ler o livro de história, vou lembrar que você ficava do lado esperando pra ti dar comida! Pelo menos o tio não vai reclamam que não cuidava de você, engraçado semana passada ele reclamou que vc tinha dormido em cima da barriga dele e hj queria que vc estivesse… Ah meu Cherry esqueci de ti contar: recebi um correio elegante de uma pessoa mt avulsa, o Souza – ele fica mt tenso de camisa xadrez, a katia comeu bolo de chocolate e eu fiquei 2h sem comida! O almoço de família talvez seja desmarcado, diz meu padrasto que não está no clima de festa – pelo menos vai economizar no vinho branco!

Seu espaço no pé da cama ficou do jeito que vc gosta – cheio de roupa -, o Odie não paro quieto – de certa forma tentou me ajudar, mais ocupo metade da cama!

É, boa noite meu amor, não vamos nos encontrar tão cedo tenho que resolver alguns problemas aqui, mais se ficar muito difícil, a frase que ti falava durante as brigas vai acontecer!

Meu padrasto estava colocando seu corpo dentro do carro, vc estava dentro de uma caixa enrolado com jornal, saímos a procura de aonde enterrar vc  -não foi na roseira – na verdade foi um lugar bem longe de casa. Enquanto o tio estava fazendo o buraco fiquei conversando com vc… quase fui de pijama, mais mamãe pediu pra trocar, estava toda de preto e sem sapato, eu abri a caixa e ti vi, já estava fedido, queria passar a mão em vc e ficar beijando sua boca mesmo com a mamãe dizendo que dá doença.

Nenhuma palavra foi trocada no carro, meus pensamentos estavam confusos queria voltar pra casa e dormir sono profundo. Coloquei a cartinha e a flor que vc gostava de comer – proximo domingo eu vou estar lá parada olhando minha sombra… o tio quer comprar um cachorro daqueles pequenos feios e chatos, minha vontade era de ter mais um gato, mesmo sabendo que ele pode morrer atropelado.

Quando cheguei em casa, me segurei para não gritar Cherry cadê vc ? E olhei para todos os lugares que vc ficava, espero que não tenha ficado com raiva do tio, por ter te colocado em um buraco pequeno – é que não pode enterrar, tem que mandar lá pra um negocio da prefeitura e eles iriam te jogar em qualquer lugar. Eu te amo e mt.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s