“pra fazer um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza”

Adoro quando o psiquiatria pergunta: – Você se sente triste?!

E eu respondo: Todos os dias!  

 

Eu adoro a tristeza, acho que ela realmente é um elemento criativo extremamente interessante e necessário!

Acho que pra fazer qualquer coisa com beleza é preciso um bocado de tristeza!

Gosto de quadros triste, musicas tristes, textos triste, pessoas triste, poemas tristes… A tristeza me atrae de maneira inexplicável.  

Talvez a tristeza me atraia tanto porque eu não consigo acreditar em pessoas felizes! Principalmente nas irritantemente felizes! 

“Já devo ter dito isso em algum momento, acho que estou ficando velha e repetitiva!” 

 

Enfim, a tristeza. 

Tristeza é um estado em que pessoas tristes se mantém submersas. 

Vemos o mundo com outras lentes… Ou melhor vemos o mundo como ele é mas com alguma distorção provocada pela água em que nós afundamos! 

Não, não são águas de lagrimas… a tristeza é triste, não necessariamente é acompanhada de choro, solidão ou sofrimento, ela simplesmente é! 

E nós simplesmente estamos com relação a ela! 

 

 

tristezinha boa de se indicar: http://oqueetristezapravoce.com.br 

 

dos dias…

Tem dias bons, dias ruins, dias piloto-automático e dias que doem!

Dos dias bons, eu já não me lembro.

Dos dias ruins, há muito tempo não os tenho.

Dos dias piloto-automático, são necessários para a sobrevivência.

Dos dias que doem… esses se tornaram rotina.

Dormir tem ajudado, e muito, mas dormir ainda não resolve problemas d’alma.

O coração fica apertado e aquela sensação de angustia domina por completo, as forças se acabam.

Não faço nada, não quero fazer nada… quero ficar quieta comigo.

Preciso ficar comigo!

Tento entender e compreender minhas tristezas, organiza-las em caixas.

Depois de organizadas, preciso etiqueta-las e separar tudo o que posso jogar fora, mas não consigo me livrar de nada!

Não consigo me livrar da minha pior invenção, que me tortura e corroê o que resta do meu eu.