dos dias…

Tem dias bons, dias ruins, dias piloto-automático e dias que doem!

Dos dias bons, eu já não me lembro.

Dos dias ruins, há muito tempo não os tenho.

Dos dias piloto-automático, são necessários para a sobrevivência.

Dos dias que doem… esses se tornaram rotina.

Dormir tem ajudado, e muito, mas dormir ainda não resolve problemas d’alma.

O coração fica apertado e aquela sensação de angustia domina por completo, as forças se acabam.

Não faço nada, não quero fazer nada… quero ficar quieta comigo.

Preciso ficar comigo!

Tento entender e compreender minhas tristezas, organiza-las em caixas.

Depois de organizadas, preciso etiqueta-las e separar tudo o que posso jogar fora, mas não consigo me livrar de nada!

Não consigo me livrar da minha pior invenção, que me tortura e corroê o que resta do meu eu.

Anúncios

2 pensamentos sobre “dos dias…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s